Pular para o conteúdo

25/07/2022

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 25 de julho de 2022                                                           Ano 16 - N° 3.709


Conseleite/SC
 
A diretoria do Conseleite Santa Catarina reunida no dia 22 de Julho de 2022 atendendo os dispositivos disciplinados no artigo 15 do seu Estatuto, inciso I, aprova e divulga os valores de referência da matéria-prima leite, realizados no mês de Junho de 2022 e a projeção dos valores de referência para o mês de Julho de 2022. Os valores divulgados compreendem os preços de referência para o leite padrão, bem como o maior e menor valor de referência, de acordo com os parâmetros de ágio e deságio em relação ao Leite Padrão, calculados segundo metodologia definida pelo Conseleite-Santa Catarina.


Períodos de apuração
Mês de Junho/2022: De 30/05/2022 a 03/07/2022
Parcial Julho/2022: De 04/07/2022 a 17/07/2022
O leite padrão é aquele que contém entre 3,50 e 3,59% de gordura, entre 3,11 e 3,15% de proteína, entre 450 e 499 mil células somáticas/ml e 251 a 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana e volume individual entregue de até 50 litros/dia. O Conseleite Santa Catarina não precifica leites com qualidades inferiores ao leite abaixo do padrão. (Conseleite/SC)


Mercado de leite em pó enriquecido pode crescer perto de 80%

O aumento da adoção do leite em pó enriquecido pelas indústrias de alimentos, junto com a crescente conscientização dos consumidores, são os principais fatores atrás do crescimento do setor, de acordo com a pesquisa.
 
Fábricas de leite em pó enriquecido vão procurar capitalizar uma série de oportunidades lucrativas de um segmento que pode ter uma expansão de 80% na próxima década.
 
A pesquisa de mercado da Fact.MR prevê que o mercado global, que atualmente vale US$ 8,63 bilhões, irá crescer à taxa anual de 5,9%, para chegar a US$ 15,38 bilhões no final de 2032.
 
A expansão do mercado será impulsionada pela conscientização do consumidor sobre os benefícios para a saúde e nutricionais do leite em pó enriquecido e o crescimento do seu uso pela indústria de alimentos é fundamental para adicionar nutrientes a vários produtos, inclusive sorvetes, iogurtes e fórmulas infantis.
 
Abordagens regionais
A Fact.MR prevê que 26,8% de todas as vendas de leite em pó enriquecido serão destinadas à América do Norte, onde atualmente o mercado está avaliado em US$ 2,31 bilhões. O mercado europeu deverá ficar com 23,3%, ou pouco mais de US$ 2 bilhões, e a China ficará com 7,3% do mercado, perto de US$ 630 milhões.
 
“O crescimento do mercado de leite em pó enriquecido na América do Norte será impulsionado pela prevalência de doenças relacionadas ao estilo de vida, a preocupação com saúde e nutrição, e aumento da disponibilidade de produtos com leite enriquecido em países como Estados Unidos da América (EUA) e Canadá”, afirmam os pesquisadores.
 
Concorrência
As indústrias de leite em pó enriquecido estão continuamente focando na expansão dos seus portfólios através da inovação de produtos, diz o relatório. Em 2020, a Jatenergy desenvolveu dois produtos com leite em pó enriquecido com lactoferrina com a marca Abbeyard e um leite de camela enriquecido com lactoferrina vendido com a marca Auveno.
 
No ano passado, a Lactalis Ingredients expandiu sua gama de leite em pó lançando o novo leite em pó integral orgânico. No último mês, a marca Anchor da Fonterra anunciou o lançamento de uma nova linha de produtos para o Oriente Médio, que inclui o creme de leite em pó fortificado.
 
Enquanto isso, novos players do mercado estão atentos ao que sairá dos departamentos de P&D para obter competitividade. Os pesquisadores destacam a estratégia da startup israelense de alimentos Remilk, que conseguiu US$ 120 milhões de financiamento liderado pela empresa de capital de risco Hanaco Ventures, para a produção de proteínas lácteas.
 
Um dos obstáculos para a expansão do mercado mundial poderá ser o aumento da disponibilidade de misturas não lácteas, que terão o potencial de reduzir o crescimento do mercado de leite em pó enriquecido, concluem os pesquisadores. (Fonte: DairyReporter - Tradução livre: www.terraviva.com.br)
 
 
Aberta consulta pública sobre produtos de uso veterinário

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) abriu uma consulta pública, pelo prazo de 75 dias, para discutir a minuta do Decreto que aprova o regulamento de registro, emprego e fiscalização de produtos de uso veterinário.

A proposta busca atualizar o Decreto nº 5.053/2004 de forma a modernizar os procedimentos para o registro e importação dos produtos de uso veterinário por meio da simplificação e reformulação de requisitos com base em risco. Além disso, a minuta apresenta capítulos específicos para regulamentação de temas como o emprego e farmacovigilância.
 
O Mapa também disponibilizou para consulta pública, pelo prazo de 60 dias, a proposta de Portaria que consolida as proibições, em todo território nacional, da fabricação, manipulação, comercialização, importação ou uso de insumos ativos e produtos de uso veterinário específicos.
 
A Portaria tem por objetivo consolidar os diversos atos normativos atendendo às boas práticas regulatórias, assim como harmonização com a legislação nacional e com as recomendações internacionais para o tema.
 
Para ambas consulta públicas, as sugestões tecnicamente fundamentadas deverão ser encaminhadas por meio do Sistema de Monitoramento de Atos Normativos (Sisman), da Secretaria de Defesa Agropecuária, por meio do link: https://sistemasweb.agricultura.gov.br/sisman/. Para ter acesso ao Sisman, o usuário deverá efetuar cadastro prévio no Sistema de Solicitação de Acesso (SOLICITA), por meio do link: https://sistemasweb.agricultura.gov.br/solicita/. (MAPA)


Jogo Rápido 

ÚLTIMOS DIAS DO 1º LOTE do Feras da Sustentabilidade, inscreva-se com desconto!
 Você piscou e o Feras da Sustentabilidade é logo ali! Daqui 1 mês, durante seis encontros semanais online, entre os dias 26/08 e 30/09, desvendaremos como fazer do meio ambiente o protagonista de sucesso do negócio das fazendas de leite! Estamos nas últimas horas do 1º lote com os melhores preços, garanta já o seu! Já adiantamos: as possibilidades são muitas! Aí vai um pequeno spoiler sobre o que falaremos no MilkPoint Experts Feras da Sustentabilidade: fontes alternativas de energia; manejo de água; dejetos e solo; bionsumo; agricultura regenerativa; adubação verde; pegada de carbono; crédito de carbono; Integração Lavoura Pecuária Floresta e muito mais! Produtor, não perca essa oportunidade única de preparar a sua fazenda para o futuro. Técnico, não deixe escapar a chance de capacitar-se para atender o produtor de leite do futuro! Vem com a gente! Associados do Sindilat/RS têm 30% de desconto na inscrição, clicando aqui. (Milkpoint)


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.