Pular para o conteúdo

22/07/2022

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 22 de julho de 2022                                                           Ano 16 - N° 3.708


Preço do leite a ser pago em agosto teve alta de 18,39% em MG

Dados divulgados trazem valores de referência do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Maio a ser pago em Junho/2022, entregue em Junho para ser pago em Junho de 2022 e valores de referência do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Junho/2022 a ser pago em Julho/2022. 
 
Conseleite/MG - A diretoria do Conseleite Minas Gerais reunida no dia 20 de Julho de 2022, atendendo os dispositivos disciplinados no artigo 15 do seu Estatuto, inciso I e de acordo com metodologia definida pelo Conseleite Minas Gerais que considera os preços médios e o mix de comercialização dos derivados lácteos praticados pelas empresas participantes, aprova e divulga: 
 
a) os valores de referência do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Maio a ser pago em Junho/2022 
b) os valores de referência do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Junho/2022 a ser pago em Julho/2022 
c) os valores de referência do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Junho/2022 a ser pago em Julho/2022 e valores de referência projetados do leite padrão maior e menor valor de referência para o produto entregue em Julho/2022 a ser pago em Agosto/2022.
 

 
Períodos de apuração: Mês de Maio/2022: De 29/04/2022 a 26/05/2022 Mês de Junho/2022: De 27/06/2022 a 30/06/2022 Parcial de Julho/2022: De 01/07/2022 a 14/07/2022 Os valores de referência indicados nesta resolução para a matéria-prima leite denominada “Leite Padrão”, se refere ao leite analisado que contém 3,30% de gordura, 3,10% de proteína, 400 mil células somáticas/ml, 100 mil ufc/ml de contagem bacteriana e produção individual diária de até 160 litros/dia. Os valores são posto propriedade incluindo 1,5% de Funrural. (Fonte: Conseleite - MG)


Plano Safra - Autorizada equalização de juros
 
O Ministério da Economia autorizou as instituições bancárias a pagar a equalização das taxas de juros anunciadas para o Plano Safra 2022/2023. Conforme a portaria 6454/22, publicada em edição extra do Diário Oficial na noite da última terça-feira, o subsídio será calculado a partir da Média dos Saldos Diários (MSD) do saldo devedor vincendo. 
 
O total de recursos equalizáveis soma R$ 115,8 bilhões. Onze instituições financeiras foram autorizadas a operar linhas de crédito: Banco do Brasil S.A. (Banco do Brasil); Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. (Banrisul); Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG); Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Caixa Econômica Federal (Caixa); Credialiança Cooperativa de Crédito Rural (Credialiança); Credicoamo Crédito Rural Cooperativo (Credicoamo); Confederação Nacional das Cooperativas Centrais de Crédito e Economia (Cresol Confederação); Banco Cooperativo Sicoob S.A. (Sicoob); e Banco Cooperativo Sicredi S.A. (Sicredi).
 
Conforme a portaria, os bancos podem iniciar imediatamente o atendimento às demandas. COnforme o Ministério da Agricultura, os recursos serão direcionados, principalmente, para os programas de investimento, como o Programa para a Adaptação à Mudança do Clima e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária (Programa ABC+), o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), além do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), dentre outros. (Correio do Povo)
 
 
BOLETIM INTEGRADO AGROMETEOROLÓGICO Nº 28/2022 – SEAPDR 
 
A última semana permaneceu com muita umidade e frio no RS. Entre a quinta-feira (14) e o domingo (17), a presença de uma área de baixa pressão e a propagação de um sistema frontal provocaram pancadas de chuva, com registro de temporais, e fortes rajadas de vento na maior parte do RS. 
 
Na segunda (18) e terça-feira (19), o ingresso de uma massa de ar seco e frio afastou a nebulosidade e provocou o declínio acentuado das temperaturas em todo Estado, com valores inferiores a 5°C na maioria das regiões e formação de geadas isoladas, porém o ingresso de umidade favoreceu a ocorrência de pancadas de chuva sobre os setores Norte e Nordeste. Na quarta-feira (20), o ar frio perdeu intensidade e favoreceu a elevação das temperaturas em todo Estado. 
 
Clique aqui e acesse os Boletins oficiais sobre clima e culturas elaborado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Emater-RS e Irga. O documento conta com uma avaliação das condições meteorológicas da semana anterior, situação atualizada das culturas do período e a previsão meteorológica para a semana seguinte. (SEAPDR) 


Jogo Rápido 

Representa+
A Fecomécio-RS lançará plataforma digital que permite a participação de empresários nos projetos que tramitam no legislativo. Batizada de Representa+, a ferramenta oportuniza consultas de apoio ou rejeição em pautas que são do interesse da entidade representativa do terceiro setor no RS. (Zero Hora)


 
 
 
 
 
 
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.