Pular para o conteúdo

O Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) realizará na próxima segunda-feira (06/09), às 14h, coletiva de imprensa para anunciar novo projeto de estímulo à produtividade, boa gestão e gerenciamento do setor lácteo gaúcho. O encontro contará com o presidente do Sindilat, Guilherme Portella, e com o presidente da Emater, Edmilson Pedro Pelizari.

Na ocasião, também será dada a largada para o 7° Prêmio Sindilat de Jornalismo, distinção que reconhece trabalhos jornalísticos relevantes que abordam o setor lácteo.

Em função das restrições decorrentes da pandemia de Covid-19, o evento ocorrerá de forma híbrida: presencialmente na Casa da Indústria de Laticínios, no Boulevard do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), e remotamente pelo link https://sindilat.webex.com/sindilat-pt/j.php?MTID=ma9ebfb9970f7f1b04140fc8948586bb5

O que: Coletiva Sindilat na Expointer 2021
Quando: 6/9 (segunda-feira) - 14h
Link: https://sindilat.webex.com/sindilat-pt/j.php?MTID=ma9ebfb9970f7f1b04140fc8948586bb5

(Fonte: Assessoria de Imprensa Sindilat)

O governo do Rio Grande do Sul lançou, nesta quarta-feira (18/8), a 44ª edição da Expointer em clima de superação e de reinvenção. Durante seu discurso no Palácio Piratini, em Porto Alegre (RS), a secretária da Agricultura, Silvana Covatti, afirmou estar otimista em relação à feira. Essa motivação é resultante do momento vivido pelo agronegócio do Estado, que recentemente recebeu o certificado internacional de zona livre da febre aftosa sem vacinação e que produziu uma safra recorde de grãos no verão. “Espero e tenho certeza que todos nós vamos vivenciar um grande evento”, ressaltou.

No lançamento, o Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) foi representado pelo seu secretário-executivo, Darlan Palharini, que acompanhou o evento de forma virtual através do canal no YouTube do Governo. Segundo ele, o Sindilat deve marcar presença na Expointer deste ano, no entanto, de forma institucional . “Nós estaremos com a nossa casa aberta no parque, mas sem a realização das tradicionais atividades dos anos anteriores. Entendemos que ainda são necessários cuidados em relação à pandemia”, afirmou. A exposição ocorrerá de 4 a 12 de setembro com público limitado de até 15 mil visitantes por dia.

De acordo com Silvana, serão rigorosos os cuidados na vigilância e na saúde das pessoas ao longo da feira. Presente no lançamento, que foi transmitido pelo canal no YouTube do Governo, a secretária da Saúde, Arita Bergmann, destacou que um plano operativo foi desenvolvido para que a exposição “aconteça com a maior segurança possível”. As duas pastas trabalham juntas na realização do evento.

Em sua fala, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, salientou que a exposição traduz dois traços do povo gaúcho: a superação e a reinvenção diante das dificuldades. “A Expointer, mesmo sendo feita de um jeito diferente, não perde a sua alma. Uma alma empreendedora, integradora e de demonstração da grande virtude do nosso Estado, da capacidade empreendedora da nossa gente”, destacou em relação ao evento de 2020 e de 2021.

Sindilat na Expointer 2021

A participação do Sindilat na feira conta com a parceria da Tetra Pak, marca internacional que é referência em embalagens para alimentos.

O formato híbrido da Expointer 2020, presencial para poucos eventos e online para a maioria, serviu para mostrar que é possível repetir parte deste modelo nos próximos anos. Encerrada neste domingo (04/10), a feira contou com a presença do vice-presidente Hamilton Mourão, que visitou algumas instalações do Parque Assis Brasil, em Esteio e, após, participou de almoço oferecido pela Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac).

O presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat), Alexandre Guerra, esteve presente ao encontro que contou com a presença de autoridades e representantes de entidades do agronegócio. “Foi bastante destacado o sucesso da Expointer Digital que, mesmo diante das dificuldades, menor público e expositores, obteve êxito e mostrou que é possível avançar no formato híbrido”, disse Guerra. Um exemplo positivo, segundo ele, foi o setor de máquinas, que com sua feira virtual conseguiu agregar compradores de mercados que nunca estiveram presencialmente em Esteio. “O mesmo ocorreu com os eventos online, cuja participação foi grande e mostrou que o formato possibilita o acesso de mais pessoas que não têm condições de se deslocar até à feira”, afirmou.

Mourão parabenizou todos os agentes envolvidos na promoção do evento e disse esperar por uma Expointer muito mais forte em 2021. “Vivemos esse momento difícil de pandemia, e a feira que representa as forças produtivas do Estado, junto com os entes do governo, produziu essa edição que ficará na história”, salientou o vice-presidente. O secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho destacou que a Expointer foi um ato de superação. “Construímos, em conjunto com as entidades copromotoras, todo esse sistema de protocolos. Além da parte presencial, criamos o ambiente virtual para transmitir todas as provas técnicas e um ambiente de comercialização, com o drive-thru da agricultura familiar”, disse. O governador Eduardo Leite prestigiou o encerramento da feira, ocasião em que também confirmou que, mesmo diante das dificuldades, a feira foi exitosa.

Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

O Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat) participa nesta sexta-feira (2/10) da abertura oficial da Expointer Digital 2020, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O presidente da entidade, Alexandre Guerra, vai acompanhar a solenidade, agendada para às 11h, na Tribuna de Honra da Pista Central, que contará com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, do governador do Estado, Eduardo Leite, do secretário da Agricultura, Covatti Filho, e demais convidados.

Na cerimônia, a Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac) fará a entrega da medalha Paulo Brossard a lideranças que se dedicaram ao agronegócio neste ano. Os homenageados serão a ministra Tereza Cristina, o presidente da Federação da Agricultura do Estado (Farsul), Gedeão Pereira, o ex-secretário da Agricultura Odacir Klein e os pecuaristas Eduardo Macedo Linhares e Antonio Martins Bastos Filho.

Para Guerra, apesar da pandemia de Covid-19, que tem assolado os planejamentos do ano, a Expointer Digital tem demonstrado a força e organização do agronegócio brasileiro. "O evento está sendo um sucesso, mesmo com todos os obstáculos enfrentados ao longo deste ano. Isso prova a grandiosidade do agronegócio no país, tendo ao seu lado o apoio do setor lácteo para fortalecer essa união", reforça.

Crédito: Arte sobre foto de Fernando Dias - Ascom/Seapdr