Pular para o conteúdo

24/05/2022

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 24 de maio de 2022                                                           Ano 16 - N° 3.667


Conseleite/RS

Em reunião do Conselho Paritário Produtores/Indústrias de Leite do Estado do Rio Grande do Sul – CONSELEITE/RS, nesta terça-feira, 24 de maio de 2022, foi aprovado por unanimidade valor de referência do leite padrão consolidado para o mês Abril de 2022 e a previsão para o mês de Maio de 2022, bem como o maior e o menor valor de referência, de acordo com os parâmetros de ágio e deságio em relação ao Leite Padrão. 

Os montantes calculados do valor de referência têm como matéria prima padrão o leite que contém 3% de gordura, 2,9% de proteína, 500 mil células somáticas/ml e 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana.


Governo Federal anuncia nova redução no Imposto de Importação de bens comercializados

Redução do Imposto de Importação - Foi publicada, pelo Gecex, a Resolução nº 353, de 23 de maio de 2022, que reduz a alíquota do Imposto de Importação sobre 6.195 códigos tarifários da Nomenclatura Comunal do Mercosul (NCM), dentre os quais estão alguns tipos de queijos, como queijos ralados ou queijos em pó, queijos derretidos, queijos de massa mofada, leites como UHT, creme de leite, iogurtes, manteiga, entre outros.

A nova redução foi aprovada na 1ª reunião extraordinária do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX) de 2022, em caráter temporário e excepcional, com prazo de vigência até 31 de dezembro de 2023. Os códigos tarifários que estão sujeitos a redução da alíquota se encontram no Anexo Único da Resolução Gecex nº 353.

A medida visa reduzir os impactos causados pela pandemia e do conflito entre Rússia e Ucrânia. Vale lembrar, que os produtos da lista já haviam sofrido redução em novembro de 2021 conforme a Resolução Gecex nº 269/2021, assim muitos produtos, cerca de 87% dos códigos tarifários da NCM, tiveram a alíquota reduzida para 0% ou reduzida em um total de 20%.

Dentre os produtos lácteos, 26 códigos NCM tiveram alíquota diminuída em 10% em relação às vigentes até  essa resolução nº 353 de 23 maio 2022. Os códigos NCM são: 04011010, 04011090, 04012010, 04012090, 04014010, 04014021, 04014029, 04015010, 04015021, 04015029, 04022130, 04022930, 04029100, 04032000, 04039000, 04049000, 04051000, 04052000, 04059010, 04059090, 04061090, 04062000, 04063000, 04064000, 04069030, 04069090.

>> Acesse aqui a Resolução Gecex nº 353 de 23 de maio de 2022





Conseleite Paraná

A diretoria do Conseleite-Paraná reunida no dia 24 de Maio de 2022 atendendo os dispositivos disciplinados no Capítulo II do Título II do seu Regulamento, aprova e divulga os valores de referência para a matéria-prima leite realizados em Abril e a projeção dos valores de referência para o mês de Maio de 2022, calculados por metodologia definida pelo Conseleite-Paraná, a partir dos preços médios e do mix de comercialização dos derivados lácteos praticados pelas empresas participantes.
 



Os valores de referência indicados nesta resolução para a matéria-prima leite denominada “Leite Padrão”, se refere ao leite analisado que contém 3,50% de gordura, 3,10% de proteína, 500 mil células somáticas/ml e 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana.

Para o leite pasteurizado o valor projetado para o mês de Maio de 2022 é de R$ 3,9505/litro. Visando apoiar políticas de pagamento da matéria-prima leite conforme a qualidade, o Conseleite-Paraná disponibiliza um simulador para o cálculo de valores de referência para o leite analisado em função de seus teores de gordura, proteína, contagem de células somáticas e contagem bacteriana. O simulador está disponível no seguinte endereço eletrônico: www.conseleitepr.com.br.

Jogo Rápido 

 Governo aprova reforço ao Plano Safra 2021/22 
A Junta Orçamentária Executiva, do Ministério da Economia, anunciou em 20/05 a suplementação de mais R$ 1,2 bilhões para reforçar o Plano Safra 2021/22. No início deste mês, o governo já havia sancionado o Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 1/2022 que destinou R$ 868,5 milhões para equalização de juros no crédito rural. Entidades que representam o agronegócio e a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) vinham pedindo mais recursos para o Plano Safra que valerá até junho. Um dos argumentos era o de que o aumento das taxas de juros no país acelerou o esgotamento das linhas de crédito com subvenção. Na terça-feira (24/05), integrantes da bancada ruralista e técnicos do Ministério da Agricultura reuniram-se com o secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago, para reiterar a demanda. “Nós sabemos que o agro é o maior setor da economia brasileira, e isso só é possível porque temos programas fortes. Sem o Plano Safra, a possibilidade de crédito ficaria inviabilizada e não seria possível produzir com segurança nesse país,” disse, em nota, o deputado federal Sérgio Souza (MBDPR), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária. Os recursos adicionais serão direcionados a operações de custeio agropecuário, comercialização, investimentos rural e agroindustrial e a programas do Ministério da Agricultura como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). (Valor Econômico)

 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *