Pular para o conteúdo

19/02/2021

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 19 de fevereiro de 2021                                                  Ano 15 - N° 3.406


Rio Grande do Sul deve ter temperaturas elevadas e chuvas irregulares nos próximos dias

A semana entre 18 e 24 terá temperaturas elevadas e chuvas irregulares no Rio Grande do Sul. É o que indica o Boletim Integrado Agrometeorológico nº 07/2021, divulgado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), em parceria com a Emater-RS e o Irga.

Na sexta-feira (19) e sábado (20) o ingresso de ar quente favorecerá a elevação das temperaturas, porém o tempo firme, com sol e nebulosidade variável seguirá predominando e, apenas no Extremo Sul, há possibilidade de chuvas fracas. No domingo (21), o calor se intensificará, com valores de temperatura acima de 35°C em grande parte do Estado, o que poderá provocar pancadas de chuva, típicas de verão, em algumas áreas.
Entre a segunda (22) e quarta-feira (24), a presença do ar quente manterá as temperaturas altas e favorecerá a formação de áreas de instabilidade que provocarão pancadas de chuva na maioria das regiões, com possibilidade de temporais isolados.

Os totais esperados deverão oscilar entre 20 e 40 mm na maioria das regiões e apenas no Alto Uruguai os volumes deverão ser inferiores a 10 mm. Nos Vales do Rio Pardo e Taquari e na Região Metropolitana os valores deverão superar 40 mm e poderão alcançar 50 mm em algumas localidades.

O boletim também avalia as condições atuais das culturas de soja, milho, morango, melancia, uva, girassol, bovinos de corte, ovinos e arroz. O documento completo pode ser consultado clicando aqui. (SEAPDR)


Conseleite/MG: projeção do preço do leite entregue em fevereiro tem queda de 3,18%

A diretoria do Conseleite Minas Gerais reunida no dia 18 de Fevereiro de 2021, atendendo os dispositivos disciplinados no artigo 15 do seu Estatuto, inciso I e de acordo com metodologia definida pelo Conseleite Minas Gerais que considera os preços médios e o mix de comercialização dos derivados lácteos praticados pelas empresas participantes, aprova e divulga:

• a) os valores de referência projetados do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Dezembro/2020 a ser pago em Janeiro/2021.

• b) os valores de referência projetados do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Janeiro/2021 a ser pago em Fevereiro/2021.

• c) os valores de referência projetados do leite padrão, maior e menor valor de referência para o produto entregue em Fevereiro/2021 a ser pago em Março/2021.

 

Períodos de apuração:

• Mês de Dezembro/2020: De 27/11 a 24/12/2020
• Mês de Janeiro/2021: De 25/12/2020 a 28/01/2021
• Decêndio de Fevereiro/2021: De 29/01/2021 a 11/02/2021

Os valores de referência indicados nesta resolução para a matéria-prima leite denominada “Leite Padrão”, se refere ao leite analisado que contém 3,30% de gordura, 3,10% de proteína, 400 mil células somáticas/ml, 100 mil ufc/ml de contagem bacteriana e produção individual diária de até 160 litros/dia. Os valores são posto propriedade incluindo 1,5% de Funrural. (As informações são da Conseleite/MG)

Leite/Oceania

A produção de leite na Austrália caminha para o seu ponto mais baixo da temporada. Preocupações com o tempo quente e seco persistem. Os eventos climáticos extremos esperados para as próximas semanas deixaram muitos produtores de leite em estado de alerta. 

Incêndios recentes causados pelo extremo calor e a seca deixam o setor apreensivo. A divulgação pelos serviços de meteorologia de que virão chuvas fortes e possíveis ciclones em algumas áreas  nos próximos dias agravam ainda mais as preocupações. Isso pode reduzir o perigo de incêndio. No entanto, chuvas extremamente pesadas e prolongadas, intercaladas por ventos fortes, representam outros problemas. A próxima semana é aguardada com apreensão. 

O DCANZ divulgou o volume de sólidos do leite produzidos na Nova Zelândia no mês de dezembro: 231.027 milhões de quilos, 1,02% a mais em relação a dezembro de 2019. A produção de leite no último mês de 2020 chegou a 2.741 milhões de toneladas, também crescimento de 0,7% em relação a dezembro de 2019. No acumulado da temporada (junho a dezembro de 2020) houve crescimento de 1,02% no volume de sólidos produzidos. A produção de leite no mesmo período ficou 0,7% acima da registrada de junho a dezembro de 2019. A produção de leite em todo o ano de 2020 foi de 21.871 milhões de toneladas e representou crescimento de 0,4% em relação à produção de 2019.

O aumento das condições de seca está impactando nas pastagens do rebanho leiteiro na Ilha Norte. Entretanto, a seca do ano passado fez com que muitos produtores acumulassem estoques adicionais de ração como forma de proteção. Isso ajudará a mitigar os impactos por algum tempo. O fornecimento de água, porém, está apertado e mais avisos de incêndio foram emitidos. Uma chuva seria muito bem-vinda. (Fonte: Usda – Tradução Livre: Terra Viva)


Jogo Rápido

Saiba como é produzido o famoso queijo grana padano em uma fazenda pioneira do Rio Grande do Sul
O Globo Rural, da TV Globo, mostrou no programa deste domingo o processo de fabricação do queijo Gran Formaggio. A equipe de reportagem do programa esteve em nossa fazenda em janeiro de 2020, acompanhando nossa produção. A matéria já havia sido exibida anteriormente e mostra alguns detalhes que tornam o Gran Formaggio uma experiência única. Confira clicando aqui. (Globo Rural)
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *