Pular para o conteúdo

28/11/2019

Porto Alegre, 28 de novembro de 2019                                              Ano 13 - N° 3.118

  Comunicação eficiente aliada à tecnologia traz bons resultados

Em 2019, o Dairy Vison, fórum promovido pela AgriPoint e Zenith, apostou na inovação como tema central do encontro dos líderes. O evento, que reuniu cerca de 350 representantes de indústrias de laticínios do Brasil e do mundo, foi realizado nos dias 26 e 27 de novembro, em Campinas (SP) e contou com a apresentação de cases, painéis e debates acerca do presente e futuro da atividade leiteira. Temas como indústria 4.0, inteligência artificial e comunicação eficiente para fazer bons negócios ganharam espaço na programação. 

Para o fundador e CEO da AgriPoint, Marcelo De Carvalho, o setor lácteo precisa se adaptar constantemente para acompanhar a inovação tecnológica. "Os painelistas mostraram como a tecnologia pode ser usada a favor da indústria, através da inteligência artificial, que é uma aliada para entender o comportamento do consumidor, e da realidade aumentada nas embalagens, por exemplo". De acordo com Carvalho, essa tecnologia permite que, com o auxílio do celular, o consumidor veja hologramas explicando a origem do leite.

É preciso estar atento às mudanças e acompanhar as tendências de mercado, segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat), Alexandre Guerra. "O evento apresentou dados mundiais do setor lácteo e nos fez repensar alguns aspectos para conseguir explorar novos negócios, visando o mercado interno e externo", destacou Guerra, ressaltando que outra questão importante abordada no encontro foi a rastreabilidade para garantir a origem dos produtos para o consumidor, que está adquirindo cada vez mais hábitos saudáveis e isso reflete na busca por informação seja através da internet, seja com a leitura dos rótulos e embalagens.


Foto: Darlan Palharini

Entidades dos Setores de Aves, Suínos e Laticínios definem o 6º AVISULAT 2020 - NC 
Na manhã desta sexta-feira (29/11) as Entidades ASGAV, SIPS e SINDILAT realizarão café de apresentação do AVISULAT 2020 NC - Novo Conceito - Congresso e Central de Negócios Brasil Sul de Avicultura, Suinocultura e Laticínios que será realizado de 23 à 25 de Novembro de 2020 na FIERGS em Porto Alegre/RS.  
Novamente, encarregado para coordenar o evento que entra em sua sexta edição e a terceira vez em Porto Alegre/RS, Eduardo Santos executivo da ASGAV, tem por objetivo desenvolver um novo conceito do AVISULAT, focando em fóruns de planejamento setoriais, visando o desenvolvimento e soluções para determinados gargalos e desafios a curto, médio e longo prazo nas áreas vitais e estratégicas para os setores envolvidos.  
O novo conceito do AVISULAT deverá contar algumas novidades que serão apresentadas amanhã e que envolverão além dos setores produtivos, as Universidades e Instituições de Pesquisa; Central de startups com tecnologias e soluções para o agronegócio e participações de Instituições, Bancos, empresas, investidores e importadores.  
AVISULAT 2020 NC seguirá proposta de evento com foco em planejamento e busca de segurança e condições de competitividade para os setores. 
 

O evento é promovido pela Associação Gaúcha de Avicultura - Asgav; Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Estado do RS - SIPS e Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do RS - Sindilat.  (Asgav)

Produtores têm até sábado para vacinar o rebanho contra a febre aftosa
No próximo sábado (30), termina a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em 25 unidades da federação. A meta da campanha é imunizar mais de 100 milhões de bovinos e bubalinos.  

Por causa de condições climáticas  como o excesso de chuvas e das queimadas que ocorreram em algumas regiões do país, haverá a prorrogação de 15 dias para que os produtores realizem a vacinação nos estados do Espírito Santo, Maranhão e alguns municípios de Mato Grosso do Sul (Aquidauana, Corumbá, Ladário, Miranda e Porto Murtinho).  Em outros estados, o processo corre dentro do previsto.   
"A etapa está transcorrendo dentro das expectativas. Estamos monitorando os dados e devemos, mais uma vez, ter um índice de cobertura vacinal acima de 98%", diz a auditora fiscal federal agropecuária da Divisão de Febre Aftosa, Alba Said. 
Os produtores de Santa Catarina e do Paraná não vacinam seus animais e apenas necessitam atualizar o cadastro de seus rebanhos (nascimentos, mortes e evolução de rebanho) eletronicamente ou pessoalmente junto às unidades veterinárias locais dos seus Estados.  
A aplicação da vacina, a nota fiscal de compra e a declaração de vacinação são necessárias para a comercialização de produtos como carne e leite e para a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que autoriza o produtor a circular com seus animais. A declaração de vacinação e a nota de compra do produto devem ser entregues no Serviço Veterinário Oficial do Estado. 
Atualização
O Programa Nacional de Erradicação e Prevenção de Febre Aftosa (PNEFA) está em processo de atualização de suas diretrizes, e irá ficar em consulta pública até 16 de janeiro de 2020, para receber propostas de todos os envolvidos com o programa (produtores, transportadores, empresas, instituições públicas e privadas). O link da consulta pode ser acessado no site do Ministério da Agricultura. (Mapa)
 
Governo libera 100% do orçamento para o seguro rural em 2019
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa nesta quarta-feira (28) que foi liberada a parcela que faltava para execução integral do orçamento previsto, para 2019, do Programa de Subvenção do Seguro Rural (PSR), totalizando R$ 440 milhões.
Em março deste ano, o orçamento foi contingenciado em R$ 70 milhões, o que reduziu a disponibilidade inicial para R$ 370 milhões. No final do mês de outubro, houve o desbloqueio de R$ 50 milhões, e agora foram liberados os R$ 20 milhões restantes.
Com esse orçamento de 2019, será possível atender em torno de 100 mil apólices, 58% a mais que no ano anterior, quando os produtores tiveram acesso à subvenção em 63.241 apólices.
Para o diretor do Departamento de Gestão de Riscos da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Pedro Loyola, o governo federal tem dado sinais consistentes de que o seguro rural será um dos principais instrumentos da política agrícola nos próximos anos.
"A execução de 100% do orçamento previsto na Lei Orçamentária deve ser comemorada por todo o setor, pois isso não acontecia desde 2013. Isso demonstra o comprometimento com as políticas de gestão de riscos agropecuários", disse. 
 
"Para o próximo ano, está previsto o recurso de R$ 1 bilhão para o PSR, que depende ainda de aprovação do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2020, em tramitação no Congresso Nacional", complementa. O valor previsto para 2020 será o maior para subvenção desde a criação do programa, em 2004. (Mapa)
Santa Clara lança queijo estepe fatiado e produtos para food service
Já estão nos supermercados os novos produtos da Cooperativa Santa Clara. Um dos destaques é a nova versão do queijo estepe, que passa a ser comercializado também na versão fatiada, em embalagem de 120g. O produto já é vendido em cunhas e em forma de 5kg. Outra novidade são os novos produtos voltados à linha food service: molho lácteo branco e molho lácteo 4 queijos, cujo preparo é rápido, prático e não exige outros ingredientes. Além disso, também neste segmento, chega às gôndolas o cream cheese, produto bastante utilizado na elaboração de sushis e doces, como a famosa cheesecake. As três variedades são oferecidas na versão bisnaga 1,8kg. (Santa Clara)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *