Pular para o conteúdo

Preço do frete é tema de audiência em Porto Alegre

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) reuniu o setor produtivo gaúcho e lideranças na tarde desta quinta-feira (16/05) para debater a revisão dos preços mínimos dos fretes de veículos movidos a diesel no País. O encontro foi realizado no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre (RS), e contou com a participação de representantes de indústrias e sindicatos, entre eles o Sindicato das Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat).

Segundo o secretário-executivo do Sindilat, Darlan Palharini, o preço do frete é essencial na composição do preço do leite e, neste momento, qualquer aumento ou limitador para a livre negociação por parte do governo federal (ANTT) é vista com muita ressalva pelo setor.

Na ocasião, o professor José Vicente Caixeta Filho, coordenador da equipe técnica da ESALQ-LOG/USP, contratada pela ANTT para elaborar o estudo levando em consideração as variações de cargas, tipos de veículos (de dois até nove eixos) e distância percorrida, apresentou dados da proposta de regulação da Política Nacional de Pisos de Fretes.

Houve a manifestação de profissionais da área quanto ao tabelamento do frete. Muitos deles, sugeriram que haja uma tabela referencial de preços e não uma que estabeleça um piso mínimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *