Pular para o conteúdo

20/03/2019

Porto Alegre, 20 de março de 2019                                              Ano 13 - N° 2.941

      Edital de convocação – Assembleia Geral Extraordinária

Edital publicado na página 9 do Jornal Correio do Povo, em 16/03/2019. (Correio do Povo) 

 
                 
 

Com leite em pó integral valorizado, GDT sobe 1,9%

Ontem (19/03) o leilão GDT apresentou sua oitava alta consecutiva, com uma valorização de 1,9% em relação ao último evento. Todavia, as 21.713 toneladas representaram queda de 2.217 toneladas em relação ao leilão realizado no começo do mês, associado, por outro lado, a uma maior demanda pelo leite em pó integral e manteiga, o que resultou no aumento verificado. O preço médio dos produtos negociados no leilão foi de US$ 3324/ton. 

Com uma alta de 4% em relação ao índice anterior e um preço médio de US$ 3317/ton, a maior demanda pelo leite em pó integral puxou a alta do leilão GDT, com o integral correspondendo, sozinho, por mais da metade do volume negociado no leilão. A manteiga (+9,3%), o queijo (+3,9%) e a caseína (+9,7%) também ajudaram a puxar a alta do leilão.

Por outro lado, o leite em pó desnatado, que correspondeu a cerca de 25% do volume negociado no leilão, teve desvalorização de 2,4%, com um preço médio de US$ 2405/ton, o que “segurou” maiores elevações no preço médio do leilão. Além do desnatado, a gordura de leite anidra (-3,1%) e a lactose (-1,0%) também tiveram uma desvalorização em seu índice de preços.

As recentes elevações de preços no GDT têm relação com a desaceleração da produção nos principais mercados exportadores do mundo, notadamente nos Estados Unidos, na Austrália e na União Europeia.

Essa menor produção na União Europeia nos dois últimos meses de 2018 e um aumento na demanda por leite em pó explicam o quase esgotamento dos estoques públicos de leite em pó desnatado da União Europeia, com apenas pouco mais de 1000 toneladas estocadas em fevereiro de 2019, em contrataste com as 220.000 toneladas estocadas em nov/18. Este cenário explica a valorização de 24% do leite em pó desnatado esse mês em relação a mar/18. (Milkpoint/GDT)

 




Conseleite/PR

A diretoria do Conseleite-Paraná reunida no dia 19 de Março de 2019 na sede da FAEP na cidade de Curitiba, atendendo os dispositivos disciplinados no Capítulo II do Título II do seu Regulamento, aprova e divulga os valores de referência para a matéria-prima leite realizados em Fevereiro de 2019 e a projeção dos valores de referência para o mês de Março de 2019, calculados por metodologia definida pelo Conseleite-Paraná, a partir dos preços médios e do mix de comercialização dos derivados lácteos praticados pelas empresas participantes.

 
 
Os valores de referência indicados nesta resolução para a matéria-prima leite denominada “Leite Padrão”, se refere ao leite analisado que contém 3,50% de gordura, 3,10% de proteína, 500 mil células somáticas/ml e 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana. Para o leite pasteurizado o valor projetado para o mês de Março de 2019 é de R$ 2,2916/litro. Visando apoiar políticas de pagamento da matéria-prima leite conforme a qualidade, o Conseleite-Paraná disponibiliza um simulador para o cálculo de valores de referência para o leite analisado em função de seus teores de gordura, proteína, contagem de células somáticas e contagem bacteriana. O simulador está disponível no seguinte endereço eletrônico: www.conseleitepr.com.br. (Conseleite/PR)
 
 

Nutrição infantil no País passará por uma análise

A Universidade Federal do Rio de Janeiro inicia a primeira etapa do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani). O estudo é voltado para crianças de até cinco anos de idade e tem o apoio do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Desenvolvimento científico e Tecnológico (CNPq). 

A coleta de dados vai até dezembro próximo, com a divulgação dos resultados a partir de fevereiro de 2020. A primeira fase do estudo, inédito no Brasil com a abrangência e o detalhamento propostos em âmbito nacional, vai percorrer 123 municípios e todas as regiões do Brasil. O objetivo é coletar informações de cerca de 15 mil domicílios, o que pode significar obter informações de até 17 mil crianças menores de cinco anos de idade. 

Os resultados do “censo de nutrição infantil” permitirão ao Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Nacional de Alimentação e Nutrição, formular políticas públicas baseadas em evidências voltadas para as crianças na faixa etária abaixo de cinco anos. Os primeiros estados a serem visitados são Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, totalizando 23 municípios. 

São eles: Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro; Serra e Vitória, no Espírito Santo; Camaçari, Feira de Santana, Juazeiro, Lauro de Freitas, Salvador e Simões Filho, na Bahia; Alvorada, Canoas, Caxias do Sul, Gravataí, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Rio Grande, São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Viamão, no Rio Grande do Sul. 

O coordenador nacional do Enani, Gilberto Kac, do Instituto de Nutrição José de Castro da Universidade Federal do Rio de Janeiro, disse que o estudo tem três metas. A primeira é mapear deficiências de micronutrientes (vitaminas e minerais) entre as crianças com menos de cinco anos, em termos de alimentação e nutrição. 

O estudo conseguirá mapear o estado nutricional bioquímico de crianças entre seis meses e 59 meses. O trabalho vai medir também a alimentação das crianças abaixo de 5 anos de idade. O terceiro objetivo é o mapeamento do estado nutricional antropométrico (conjunto de técnicas utilizadas para medir o corpo humano ou suas partes) que, no caso, inclui medir o peso e a altura das crianças e das mães. (ABR/Jornal do Comércio)

 
Cadastro no PNCBT - Atualização até o dia 31
Os veterinários habilitados que atuam no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PNCBT) têm até o dia 31 de março para atualizar seus cadastros. Os dados podem ser informados pela Internet ou entregues na Inspetoria de Defesa Agropecuária. (Correio do Povo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *