Pular para o conteúdo

Sindilat divulga ações a favor do setor lácteo gaúcho

Reunião dos associados ocorreu na sede do Sindilat

A diretoria do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) apresentou, nesta sexta-feira (28/08), durante a reunião dos associados, as ações a favor do setor lácteo gaúcho. O presidente Alexandre Guerra falou sobre a proposta encaminhada em audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília, que propõe a criação de uma Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) de 10% para o leite em pó importado. A CIDE valerá quando o preço do produto estrangeiro com déficit de 30% ou mais em relação ao valor do Conseleite. “Temos que apresentar alguma sugestão ao invés de ficar só pedindo ajuda do governo”, disse Guerra.

Foi apresentada ainda, no encontro, a programação do Sindilat  para a Expointer, que começará neste sábado (29/08) no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Os associados foram convidados para acompanhar o 1º Fórum Tecnológico do Leite – Indústria e Pesquisa em Busca da Inovação, que ocorrerá no dia 3 de setembro, a partir das 9h30min na Casa RBS. O evento terá a participação de Alexandre Guerra, do chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins, e do chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Clenio Nailto Pillon. Também vão fazer parte do debate o diretor-geral da Arsopi, Tiago Pinho, o diretor da Bartec, Reynaldo Baptista Júnior, e o diretor comercial da Fabo Bombas, Martim Zelone. Segundo o secretário-geral Darlan Palharini, essa será uma importante oportunidade para conhecer o que há de novo na área tecnológica e promoção da qualidade.

Entre outros assuntos, os associados e a direção também manifestaram posição contrária ao Projeto de Lei 214, encaminhado à Assembleia Legislativa pelo governo do Estado com o objetivo de reduzir em 30% o percentual de apropriação de crédito presumido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *