Pular para o conteúdo

20/05/2022

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 20 de maio de 2022                                                           Ano 16 - N° 3.665


Câmara Setorial debate estratégias de comunicação sobre o leite

Reunida durante agenda da Fenasul, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), a Câmara Setorial do Leite do RS debateu, nesta sexta-feira (20/5), estratégias de comunicação para informar os benefícios do consumo de lácteos a um maior número de consumidores. O caminho, de acordo com o coordenador da Câmara Setorial, Eugênio Zanetti, é uma forma de fortalecer o setor. Durante o encontro, o secretário-executivo do Sindilat, Darlan Palharini, sugeriu investimento em ações de fomento à comunicação sobre o leite em âmbito local. “Temos que ser vistos pelo lado social. Precisamos nos aproximar da população”, ponderou.



Na reunião, os representantes também trataram sobre o Projeto Leite Seguro, da Embrapa Gado de Leite. O projeto é baseado na implementação de uma plataforma que poderá ser utilizada diariamente pelos consumidores como banco de referência e consulta sobre a qualidade do leite e seus derivados. A iniciativa deve ser implementada como protótipo ainda em 2022 e foi apresentada pelo analista da Embrapa Gado de Leite, Rogerio Dereti.

Dereti alertou, contudo, que a plataforma isoladamente não terá eficiência se não for conhecida pelo consumidor. Para divulgar esse projeto inovador, será realizada uma caravana de eventos híbridos nas capitais da Região Sul (Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis) para levar informação às famílias sobre o processo produtivo e princípios nutricionais. “Queremos orientar o consumidor sobre alimentação saudável e sobre concepções equivocadas que se divulga sobre o leite. A Plataforma Leite Seguro é para o consumidor manter-se informado”.

Durante o encontro, o assistente técnico da Emater/RS, Jaime Ries, apresentou o livro “O Menino Davi e a Terneirinha Bibi”. A obra, voltada ao público infantil, será lançada no dia 24 de maio em live e busca levar a realidade da produção de lácteos a crianças do Ensino Fundamental. Com tiragem de 8 mil exemplares, o livro foi direcionado para as regionais da Emater para que as professoras da rede de ensino possam trabalhar em sala de aula. (Assessoria de imprensa Sindilat/RS)

Mapa abre novas consulta públicas
 
  • RTIQ do Leite UHT
 Leite UHT - O Ministério da Agricultura publicou, hoje (20), no DOU, a PORTARIA SDA Nº 576, DE 11 DE MAIO DE 2022 que submete à consulta pública a proposta de Regulamento Técnico Mercosul de Identidade e Qualidade do Leite UAT (UHT).
 
O anexo da Portaria nº 576 apresenta a proposta de alteração para o Regulamento Técnico Mercosul de Identidade e Qualidade do Leite UAT (UHT), aprovado pela Portaria MAPA n°370, de 04 de setembro de 1997. A consulta pública terá o prazo de 60 dias.
 
As sugestões deverão ser enviadas pelo Sistema da Secretaria de Defesa Agropecuária - SISMAN disponível em: http://sistemasweb.agricultura.gov.br/pages/SISMAN.html.
 
Findo o prazo da consulta, as sugestões serão analisadas e avaliadas pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal.
 
>> Acesse aqui a PORTARIA SDA Nº 576, DE 11 DE MAIO DE 2022
 
  • Proposta de uso de amidos em queijos 
Amido em queijos - Foi publicado, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Diário Oficial da União desta sexta-feira (20), a PORTARIA SDA Nº 577, DE 11 DE MAIO DE 2022 que submete à Consulta Pública a proposta de Regulamento Técnico Mercosul sobre uso de amidos em queijos de muita alta umidade.
 
A consulta pública será submetida pelo prazo de 60 dias e encontra-se no site do Ministério da Agricultura no atalho para consultas públicas. (www.gov.br/agricultura/pt-br).
 
A sugestões deverão ser encaminhadas pelo Sistema de Monitoramento de Atos Normativos - SISMAN, da Secretaria de Defesa Agropecuária, disponível em: http://sistemasweb.agricultura.gov.br/pages/SISMAN.html.
 
o Regulamento Técnico Mercosul sobre o uso de amidos em queijos de muita alta umidade encontra-se em anexo na Portaria.
 
>> Acesse aqui a PORTARIA SDA Nº 577, DE 11 DE MAIO DE 2022
 
(Elaboração Terra Viva com informações do DOU)






Oferta de pasto melhora nas propriedades leiteiras do RS
 
Propriedades leiteiras - A oferta de pasto está melhorando nas propriedades leiteiras, mas ainda há a necessidade de alimentos conservados para complementar a dieta e também para fazer a regulação da fibra, visto que esses pastos novos possuem elevado teor de água, o que pode provocar diarreias. 
 
As condições sanitárias dos animais são consideradas boas, porém é mantido o manejo para controle do carrapato e as vacinações obrigatórias.
 
No aspecto reprodutivo, no momento, a maior parte dos rebanhos leiteiros está em fase final de lactação. A manutenção do tempo nublado com episódios de chuva causou novamente acúmulo de barro nos locais de movimentação no entorno das instalações, o que dificulta o manejo com os animais. Na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, há novamente redução na produção de leite devido à diminuição da oferta de forragem, exceto para aqueles produtores que conseguiram produzir ou comprar feno e silagem.
 
Na regional de Passo Fundo, o excesso de umidade contribuiu para aumentar a ocorrência de casos de mamite em função do excesso de barro nos galpões e nas salas de alimentação dos animais. Na regional de Santa Maria, apesar do vazio forrageiro de outono, este não está sendo muito severo, pois ainda há disponibilidade de pastagens de verão e de campo nativo, e as pastagens de inverno estão apresentando bom desenvolvimento, com áreas já sendo pastoreadas.
 
Na regional de Santa Rosa, a produção de leite diária voltou a subir, superando a marca de 1,669 milhão de litros por dia. Em alguns municípios, os produtores estão gradativamente migrando para sistemas de criação confinados devido ao aumento de produtividade e principalmente pela diminuição da penosidade ao trabalhador. Na regional de Soledade, as áreas sobressemeadas em áreas de pastagens de verão perenes, como tifton e campo nativo, já começam a ser pastoreadas. As lavouras de milho tardio para silagem apresentam bom potencial produtivo. No entanto, a limitação de radiação solar está atrasando a formação do grão.(Emater/RS)

Jogo Rápido 

Risco de geada persiste, e nova massa de ar polar se aproxima 
A presença de um ciclone extratropical sobre o oceano deve intensificar os efeitos da frente fria, segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A baixa umidade do ar também é propícia para a ocorrência do fenômeno.  A pesquisadora Angélica Pantano afirma que o risco é maior em áreas de divisa com o Paraná e o sul de Minas Gerais, além de outras localidades com altitude superior a mil metros. “Os agricultores dessas regiões devem ficar atentos, inclusive para a cultura de milho”, disse. Nos locais em que chover, mesmo que de forma isolada, a chance de haver geada é menor. De acordo com nota do IAC, o frio deve perder força a partir de amanhã, mas há previsão de uma nova massa de ar polar no fim de semana, que pode derrubar as temperaturas novamente. De acordo com a Climatempo, a tendência é que continue frio no Centro-Sul do país até o fim da semana. Entre amanhã e sábado, afirma a consultoria, há possibilidade de novas quedas de temperaturas na Região Sul. (Valor Econômico)

 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *