Pular para o conteúdo

16/07/2021

Newsletter Sindilat_RS

 

Porto Alegre,  16 de julho de 2021                                                         Ano 15 - N° 3.458


Decreto prorroga isenção de ICMS sobre fretes no RS

Por meio de decreto publicado nesta sexta-feira (16/7), o governo gaúcho prorrogou a isenção do pagamento do imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (RICMS) até 31 de dezembro de 2021. A medida passa a valer com a publicação do decreto nº 55.998, produzindo efeitos a partir de 1º de agosto. Na prática, os contribuintes gaúchos que realizarem operação de transporte intermunicipal de cargas, que tenha início e término no território do estado, serão isentos do ICMS sobre o valor do frete.

A prorrogação do benefício, segundo Matheus Zomer, advogado e consultor tributário do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat), contribui para o fomento da cadeia produtiva e econômica. "A medida é positiva, pois assegura a desoneração da operação de transporte. Caso fosse exigido esse ICMS, seria um custo a mais para as empresas gaúchas. O ideal, contudo, seria que o Estado prorrogasse a isenção por um prazo maior, garantindo assim mais previsibilidade e segurança aos contribuintes", avalia. Confira o decreto clicando aqui. (Assessoria de imprensa Sindilat/RS)

Emater/RS: produtores investem em pastagens para melhorar manejo nutricional

Ao frio no início da semana, 05 de julho, se seguiram dias com temperaturas amenas e boa luminosidade, aumentando e qualificando a oferta de pastagens de inverno na maior parte das propriedades leiteiras – principalmente nas áreas com azevém – e impactando positivamente a atividade.

Com a elevação dos custos dos alimentos fornecidos no cocho (ração, farelo, silagem, entre outros), os produtores optam por investir em pastagens para melhorar o manejo nutricional, adequando também os sistemas de pastoreio.

Em geral, os animais apresentam boa condição corporal e bom status sanitário. Os rebanhos estão em período de parição, com consequente aumento da produção de leite. As temperaturas de frias a amenas proporcionaram o conforto térmico necessário aos rebanhos e promoveram menor ocorrência de ectoparasitas, como o carrapato e a mosca-do-chifre. Os produtores seguem sendo orientados pelas Inspetorias de Defesa Agropecuária da SEAPDR para realização dos manejos preventivos contra a raiva herbívora.

Na regional de Soledade, a produção de silagem de milho sofreu redução por conta do déficit hídrico em alguns períodos da primavera e outono; no entanto, a maioria da silagem estocada apresenta boa relação de grão por planta inteira. Quanto aos custos de produção, pode-se considerar que houve uma melhora na relação custo x benefício (ração x leite), ou seja, elevou o preço recebido pelo litro do leite e reduziu o preço da ração.

Já na regional administrativa da Emater/RS-Ascar de Erechim, os custos dos insumos concentrados utilizados como suplementos alimentares continuam com preços elevados.

A margem operacional segue baixa, exigindo um aumento na escala de produção para viabilizar economicamente a atividade. No entanto, nem todos os bovinocultores estão dispostos a enfrentar esses desafios e acabam saindo da atividade leiteira.

Alguns produtores da regional de Caxias do Sul tiveram que descartar animais com mastite recorrente a fim de amenizar os problemas com contagem de células somáticas (CCS) do leite comercializado.

Na de Porto Alegre, também ocorreram problemas com CCS e casos de mastite. Segue a recomendação de vacinar para prevenção de doenças reprodutivas, diarreia neonatal e raiva herbívora.

Na regional de Bagé, além das pastagens de aveia e azevém disponíveis, aumentou a disponibilidade de trevos e cornichão para pastoreio; contudo, a oferta forrageira ainda não é suficiente para todas as categorias dos rebanhos. (As informações são da Emater/RS, adaptadas pela equipe MilkPoint)




1º semestre tem aporte de R$ 2,1 milhões para pecuária leiteira, diz Fundesa-RS

Conselheiros do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do Rio Grande do Sul aprovaram na manhã desta quinta-feira (15) a prestação de contas da entidade para o primeiro semestre de 2021. O saldo do Fundesa é de R$ 99,06 milhões, e os gastos – entre investimentos e indenizações – foram de R$ 3,44 milhões.

O destaque entre os aportes de recursos foi para a cadeia da pecuária leiteira. Do total de saídas no semestre, R$ 1,9 milhão foi destinado à indenização de produtores. No ano passado, no mesmo período, o valor foi de mais de R$ 2,8 milhões. "Esse recuo se deve à redução na atividade de coleta de amostras, devido ao recrudescimento do coronavirus", justifica o presidente do Fundo, Rogério Kerber.

Capacitação de servidores, apoio ao projeto de reestruturação do Laboratório Federal de Defesa Agropecuária e aquisição de insumos para diagnóstico laboratorial foram outros pontos de investimento do Fundesa no semestre.



Na caixinha, Tetra Pak convida o consumidor a refletir sobre escolhas mais sustentáveis

Consciência ambiental - Em parceria com as marcas, a empresa utiliza as próprias embalagens para estabelecer novos canais de interação e fomentar a consciência ambiental.

Esse é o 4º ano que a companhia adota a ferramenta de Ad on Pack para falar diretamente com o consumidor

Aliando tecnologia e interação, a Tetra Pak estampará em suas embalagens uma nova campanha de Ad on Pack, modalidade na qual utiliza as laterais das caixinhas para levar conteúdos especiais, ampliando o papel estratégico das embalagens também como ferramenta de conscientização. A ação faz parte da campanha global Escolha Natureza, Escolha Caixinha, lançada em abril pela companhia em todos os países em que atua.

Por meio de questionamentos como “E se essa embalagem pudesse se transformar em novos produtos?” “E se você pudesse ajudar a proteger as florestas brasileiras?” ou “E se você pudesse ajudar a criar um futuro melhor?”, a Tetra Pak convoca o consumidor a pensar em seu papel na complexa cadeia da sustentabilidade e conservação do meio ambiente.

Para todos os questionamentos, a Tetra Pak responde por meio de exemplos práticos e ações que a empresa já realiza para tornar a sua embalagem cada vez mais sustentável. A campanha busca o engajamento do consumidor, como um chamado para que participem dessa transformação em busca de escolhas mais conscientes, que auxiliam a reduzir os impactos causados no planeta. Ao escanear o QR Code impresso na caixinha, o consumidor que quiser saber mais é levado ao portal da Tetra Pak, com mais informações sobre a temática.

“Diariamente, estamos nas casas e nas mesas de milhões de pessoas; e sempre percebemos o quão estratégica nossa embalagem pode ser nessa conexão com o consumidor, não só na percepção de proteção do alimento e aspectos tangíveis como sabor, mas um ótimo canal de comunicação, levando até ele um conteúdo de qualidade e, neste caso, estimulando a coparticipação para a busca de um mundo mais sustentável” explica Vivian Leite, diretora de Marketing da Tetra Pak.

A ação de Ad On Pack da Tetra Pak estará presente, já neste mês de julho, em suas embalagens de grandes marcas de leite, sucos, água de coco, entre outros produtos, comercializadas em todas as regiões do país. (Tetra Pak)

 

Jogo Rápido  

Frio e geadas na maior parte do RS para a próxima semana
A próxima semana será fria e com formação de geadas na maior parte do RS, de acordo com o Boletim Integrado Agrometeorológico nº 28/2021, publicado pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR). No sábado (17), o tempo seco e frio seguirá prevalecendo na maioria das  regiões, porém o deslocamento de uma frente fria no oceano poderá provocar chuvas fracas e isoladas  na Zona Sul e na faixa Leste. No domingo (18), o ingresso de uma nova massa de ar frio e seco  provocará acentuado declínio das temperaturas, com formação de geadas em diversas áreas do Estado.  Na segunda (19) e terça-feira (20), a presença do ar frio manterá as temperaturas baixas, com valores negativos e formação de geadas na maioria das regiões. Na quarta-feira (21), o tempo firme  seguirá predominando, o ar frio perderá intensidade e as temperaturas estarão mais amenas com valores acima de 20°C durante o dia. O boletim que pode ser acessado clicando aqui. (SEAPDR)


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *