Pular para o conteúdo

08/02/2021

Newsletter Sindilat_RS

Porto Alegre, 08 de fevereiro de 2020                                                  Ano 15 - N° 3.399


Exportações brasileiras de produtos lácteos NCM04 – janeiro 2021

As exportações brasileiras de produtos lácteos NCM04 no mês de janeiro de 2021 caíram 30% em valores, quando comparadas com o mesmo mês de 2020. 

O aumento das exportações de leite condensado (114%) não foi suficiente para compensar a queda nos envios de leite em pó integral. Em janeiro de 2021 representaram menos de 1% das remessas de janeiro de 2020.

Acesse aqui os dados das Exportações Brasileiras de Lácteos

Houve queda nas exportações de leites fluidos, quase totalmente compensadas pelo aumento nas vendas de queijos.  

Em relação a dezembro de 2020, houve leve crescimento das exportações (+2,9%).  

Fonte: Terra Viva com dados do Ministério da Economia


Importações brasileiras de lácteos NCM 04 – janeiro de 2021

Ao contrário das exportações, que representaram apenas 10% das importações, as compras de produtos lácteos NCM04 pelo Brasil no exterior subiram 59% no primeiro mês de 2021, quando comparadas com janeiro de 2020, embora tenham caído 29% em relação a dezembro.

Os queijos representaram 24% de nossas importações no mês de janeiro, e o valor gasto com este item em janeiro de 2021, foi praticamente o mesmo de dezembro de 2020.

Acesse aqui os dados das Importações Brasileiras de Lácteos

Fonte: Terra Viva com dados do Ministério da Economia

Queijos/EUA 

Nenhum Super Bowl estará completo sem queijo! Seja derretido na pizza, ou em uma tábua sofisticada de frios. Usar o queijo é a melhor maneira de adicionar um pouco de brilho ao seu extravagante dia de jogo.

Mas, quanto queijo os norte-americanos consomem durante o Super Bowl? A entidade Dairy Farmers de Wisconsin calcula que acima de 20 milhões de pounds de queijos, [9 mil toneladas], serão engolidos enquanto os fãs assistem ao evento.

“Queijo sempre esteve ligado aos jogos, mas, este ano, as vendas atingem níveis recordes, com um número incrível de pesquisas de receitas para o dia do jogo”, diz Suzanne Fanning, vice-presidente da Dairy Farm e diretora de marketing da Wisconsin Cheese.

“A procura de receitas com queijo – uma comida definitivamente confortável – junto com o hábito de tábuas de frios, garante que o queijo será o verdadeiro vencedor do grande campeonato”, acrescenta.

De acordo com a organização, os 20 milhões de pounds de queijos, correspondem a aproximadamente 1,7 milhões de rodas de queijo.

Com mais famílias comendo em casa em 2020, as vendas de queijo subiram 13%. Os consumidores compraram mais queijos no último ano, do que em todos os anos anteriores. Além disso, o Google revelou dados sobre uma tendência de que os petiscos mais populares (56%), elegeram um que incluía queijo – de tacos a molhos de cheese balls a tábuas de frios.

“Muitos queijeiros tiveram que fazer turnos extras para atender tantos pedidos, sem mencionar que adaptaram seus negócios para acomodar a grande demanda de pedidos online para todo o país”, disse Kirk Scott, Diretor de Comunicação da Dairy Farms de Wisconsin.

Não importa como você o corte, mas fica claro que o queijo será o grande eleito para pratos e petiscos no próximo domingo. (Fonte: Dairy Herd - Tradução livre: Terra Viva)


Jogo Rápido

Raça girolando completa 25 anos e deve chegar a 2 milhões de registros
Genuinamente brasileira e responsável por 80% da produção de leite do Brasil, a raça girolando completou 25 anos no dia 1º deste mês. A raça foi reconhecida oficialmente pelo Ministério da Agricultura na mesma data, em 1996. Em 2021, o desafio da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando é superar a marca dos 2 milhões de controles/registros genealógicos de animais. O relatório final aponta que no ano passado foram efetuados 90.541 controles/registros contra 81.412 controles/registros de 2019, o melhor desempenho dos últimos cinco anos. Somando os registros efetuados desde 1989, quando a entidade iniciou esse tipo de serviço, o banco de dados conta com 1.943.188 controles/registros. Foi delegada à entidade, pelo Ministério da Agricultura, a execução do Serviço de Registro Genealógico da raça girolando. A instituição conta com 33 técnicos prestando atendimento no país. “O registro é o primeiro passo para a formação de um rebanho geneticamente superior. Ao longo desses 25 anos novas ferramentas de seleção foram sendo incorporadas pelo Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando, permitindo aos criadores formar rebanhos altamente produtivos e longevos, com as vacas produzindo satisfatoriamente até aos 15 anos de idade. Hoje, somos a raça leiteira nacional que mais vende sêmen no país”, assegura o presidente da entidade, Odilon Barbosa Filho. Segundo dados do Controle Leiteiro Oficial, houve um aumento de 53% na produção individual de leite por vaca, desde o ano 2000, com a produção saltando de 3.695 kg, em até 305 dias, para 5.671 kg, em 2019. (Canal Rural)


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *