Pular para o conteúdo

22/09/2020

 

Porto Alegre, 22 de setembro de 2020                                              Ano 14 - N° 3.312

Conseleite divulga dados e sinaliza novo padrão de consumo
O setor lácteo gaúcho confia em uma retomada rápida da economia nacional e que os hábitos adquiridos pela população durante a pandemia serão incorporados, consolidando um novo padrão de consumo de leite e derivados no Brasil. A projeção foi feita com base nos dados apresentados pelo Conseleite nesta terça-feira (22/09). Com mercado comprador e captação em queda no campo, indústrias e produtores vêm buscando estratégias para elevar a competitividade e driblar a alta dos custos de produção. Segundo o vice-presidente do Conseleite, Alexandre Guerra, insumos básicos como ração, medicamentos, ingredientes e embalagens tiveram valores elevados, acompanhando a variação cambial.
No campo, o que se verificou no primeiro semestre foi queda da produção inspecionada, com redução de 4,6% da captação do primeiro trimestre e de 5,9% no segundo, conforme o IBGE. Entre os estados avaliados, o Rio Grande do Sul foi o que teve maior redução percentual na região Sul. Ao mesmo tempo, o dólar valorizado segurou as importações no primeiro semestre, o que já está em reversão. O cenário levou à projeção de R$ 1,65 para o valor de referência do litro do leite em setembro. O dado, divulgado pelo Conseleite, indica elevação de 4,36% em relação ao consolidado de agosto (R$ 1,5811). Segundo o presidente do Conseleite, Rodrigo Rizzo, isso reflete a pressão de compra por lácteos no Estado, tendência também verificada em nível nacional em tempos de pandemia. “O auxílio emergencial do governo federal injetou recursos na economia que colaboraram com a recuperação de preços. Com a redução do valor para R$ 300,00, temos que reavaliar”.
As importações de leite já vêm aumentando neste segundo semestre, o que poderá impactar na competitividade do setor. Em agosto de 2020, as aquisições de produtos lácteos pelo Brasil cresceram 39% em relação a julho. “O mercado está demandando e consumindo, mas o Brasil também está recebendo mais leite. Isso significa que precisamos estar em alerta”, ponderou Alexandre Guerra. “Há algo errado na nossa competitividade. Não podemos aceitar qualquer mudança neste momento”, frisou, referindo-se às propostas de Reforma Tributária.
O professor da Universidade de Passo Fundo (UPF) Marco Antonio Montoya cita que a pandemia veio com a valorização das proteínas, possibilidade de incentivo ao consumo do leite, um produto de excelente relação custo-benefício. “O mundo está apontando para uma recuperação mundial com muita liquidez, taxas de juros menores, e isso se reflete em potencial de investimento”, prevê. (Assessoria de imprensa Sindilat/RS)

                     

Mapa aprova padrões de identidade e qualidade para soro de leite

Soro de leite - O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta terça-feira (22/09), no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa nº 94.
Esta IN aprova o Regulamento Técnico (RTIQ) que fixa os padrões de identidade e os requisitos de qualidade para o soro de leite e o soro ácido, nas formas líquida, concentrada e em pó, destinados ao consumo humano.
Acesse aqui a INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 94, DE 18 DE SETEMBRO DE 2020. (Terra Viva/Diário Oficial da União)

 

Nestlé aposta no cashback e vai devolver até 35% do valor dos produtos da marca

Nestlé - Diante do cenário de incertezas econômicas e redução de renda de boa parte da população, a Nestlé traz uma promoção para ajudar o consumidor a fazer seu dinheiro render mais. A empresa lança, neste mês, a promoção “Dinheiro de Volta com Nestlé”, em uma campanha que devolverá até 35% do valor de produtos da marca nas compras.

Até 31 de outubro, consumidores Nestlé que se cadastrarem na plataforma da promoção – www.dinheirodevoltanestle.com.br – podem ganhar 10% de cashback na compra dos principais produtos da companhia ou 30% em marcas selecionadas, além da possibilidade de 5% adicionais por meio de clubes de fidelidade. Acumulando R﹩ 30,00 de cashback, a Nestlé vai dobrar o valor devolvido ao cliente, sendo a única empresa que possibilitará um rendimento de até 100% para o dinheiro do consumidor, incentivando-o também a poupar com sua carteira digital.

A campanha será realizada em todo o país, com comunicação direta aos consumidores nos pontos de venda parceiros e mídia digital no e-commerce.

Conforme pesquisa realizada em maio deste ano pelo C.Lab, laboratório de pesquisas da Nestlé focado no mercado consumidor, mais de 1/3 dos brasileiros afirmam que a renda diminuiu drasticamente. Neste cenário, a população está buscando maneiras de acertar as contas e equilibrar o orçamento, enquanto marcas e empresas se esforçam para atender às demandas mais urgentes dos clientes. No mesmo estudo, cerca de 40% dos consumidores afirmaram que começaram a buscar mais promoções após o início da pandemia, sendo atraídos principalmente por promoções com benefícios diretos, como descontos nos valores dos produtos.

O Head de Consumer & Marketing Insights da empresa, Diego Venturelli, explica a importância de estar próximo do consumidor e entender suas necessidades. “Além de ser parte integral da cultura da Nestlé, escutar nossos clientes nos ajuda a obter dados que facilitam o direcionamento, de forma ainda mais assertiva, dos serviços e experiências que oferecemos para eles. Os dados ajudam a guiar a estratégia de relacionamento e comunicação com o consumidor, direcionando os esforços para a solução das necessidades reais das pessoas, ainda mais em um momento de crescente necessidade de controle do orçamento”, ressalta.(Newtrade)

 

ALRS | Retirada da Reforma Tributária
O governo acaba de solicitar a retirada de tramitação dos projetos da reforma tributária. O argumento é de que, mesmo com as alterações propostas na semana passada, o governo não teria votos suficientes para aprovar a proposta. Dessa forma, o governo passa a avaliar a apresentação de um novo projeto, a ser sancionado até 30/09, prorrogando até o fim de 2023 a majoração das alíquotas do ICMS, que iriam vencer esse ano. Esse novo projeto ainda pode contar com vestígios de outros pontos da reforma, avisamos quando tivermos mais detalhes. (ALRS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *