Pular para o conteúdo

20/05/2020

Porto Alegre, 20 de maio de 2020                                              Ano 14 - N° 3.222

  Demanda enfraquecida pressiona cotações de derivados lácteos

Leite UHT - O aumento inesperado da demanda por leite UHT na segunda quinzena de março reduziu o volume estocado nas indústrias, impulsionando as cotações a elevados patamares. 

No entanto, em abril, houve certa manutenção de estoques nos canais de distribuição, sugerindo que o consumidor final já começa a estabilizar novamente sua demanda. De acordo com a pesquisa diária do Cepea, com apoio financeiro da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), o preço do leite UHT registrou queda acumulada de 17,8% em abril. 
Ainda assim, a média mensal, de R$ 2,87/litro, ficou 8,41% acima da registrada em março/20. Com a prorrogação da quarentena em muitas regiões brasileiras, a procura por produtos lácteos foi fortemente prejudicada na segunda metade de abril. 
Segundo agentes consultados pelo Cepea, a redução do volume de vendas refletiu no aumento dos estoques de derivados lácteos e no recuo dos preços diários. O mercado de queijo muçarela também foi afetado pelas incertezas do cenário atual, registrando demanda enfraquecida e volume reduzido de negociações. Houve desvalorização acumulada de 8,3% durante abril, e o preço médio mensal do derivado fechou a R$ 17,93/kg, recuo de 5,97% em relação ao de março.
MAIO – A menor produção de derivados em abril reduziu os estoques de UHT e muçarela em maio, favorecendo o aumento das cotações na primeira quinzena do mês. Adicionalmente, colaboradores do Cepea relataram melhoras na demanda e nas negociações desses produtos. De 4 a 15 de maio, a pesquisa diária do Cepea registrou alta acumulada de 5,4% para as cotações de UHT e de 1,3% para as de muçarela. Ainda assim, as médias mensais parciais dos preços do UHT e da muçarela nesse período, de R$ 2,55/litro e de R$ 17,17/kg, são 11,2% e 4,2% menores que as respectivas médias de abril. (Cepea)


                

Agricultura publica regulamento da Expointer 2020
A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) publicou nesta segunda-feira (18), no Diário Oficial do Estado, o regulamento para a próxima edição da Expointer, em data a ser anunciada. O evento ocorre no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A nova data será definida pela comissão executiva do evento, conforme a evolução do quadro de pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Sul.

“Queremos propor que a Expointer deste ano seja uma feira de retomada econômica, em que vamos proporcionar aos produtores, expositores e público visitante oportunidades para reaquecermos a economia do Estado depois de termos passado por momentos tão difíceis, como a pandemia do novo coronavírus e a seca que vem atingindo o nosso Rio Grande. Estamos atentos à evolução da pandemia aqui no Rio Grande do Sul, mas não deixaremos de nos preocupar com a organização da feira, que este ano comemora os 50 anos do Parque de Exposições Assis Brasil”, ponderou o secretário Covatti Filho.

O valor do ingresso será o mesmo do ano passado, R$ 13 para inteira e R$ 6 para meia entrada. O regulamento também apresenta a tabela de preços das áreas comercializadas para estandes e das publicidades a serem exibidas no evento, além de estabelecer regras para entrada e saída de veículos e montagem de estandes pelos expositores. 

O texto completo do regulamento pode ser consultado neste link. (SEAPDR) 

Megaleite na TV terá debate com presença da ministra Tereza Cristina
Única exposição pecuária do Brasil a ganhar uma versão exclusivamente para a televisão em 2020, até o momento, a Megaleite na TV terá uma programação dinâmica para mostrar as inovações de vários elos da cadeia produtiva do leite. O programa oficial do evento acaba de ser divulgado pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. Serão quatro dias de transmissão ao vivo, entre 17 e 20 de junho, com entrevistas, debate e reportagens sendo exibidas em diversos programas do Canal Terraviva.

A Megaleite na TV contará com vasta programação técnica, divulgação de resultados dos Sumários de Touros e de Vacas, do Ranking das Exposições e do Ranking de Rebanhos, leilões, entrevistas e reportagens sobre a pecuária leiteira e fatos marcantes de todas as edições da feira. A programação completa está disponível no site do evento.

O evento estará na programação do Terraviva, apresentando as tecnologias do setor tanto nos dois jornais do canal, quanto no programa Agrimercado, no Dia a Dia Rural e no DBO na TV. Estes dois últimos serão exclusivamente sobre a Megaleite entre os dias 17 e 19 de junho. No último dia da feira, haverá uma edição especial do Dia a Dia Rural. Serão 4 horas de programação, abordando a importância do leite para a saúde, o leite A2 como novo nicho de mercado, fomento para a pecuária leiteira, a atuação da Associação de Girolando pelo Brasil e o “Dia D de bons negócios”.

O evento será encerrado com o programa Agro 360 que debaterá “A economia no Agro e perspectivas pós Covid-19 no Agronegócio do Leite”.  O debate terá participação especial da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. Entre os debatedores estarão os presidentes da Girolando, Odilon de Rezende Barbosa Filho, da Abraleite, Geraldo Borges, da Viva Lácteos, Marcelo Martins, da Comissão Nacional da Pecuária de Leite da CNA, Ronei Volpi, e o chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo do Carmo Martins.

A Megaleite é a maior exposição de pecuária leiteira da América Latina e sua 17ª edição estava prevista para o mês de junho, em Belo Horizonte/MG, mas, por conta da pandemia do Covide-19, foi cancelada em 2020. Como forma de driblar as limitações impostas pela doença, a exposição ganhou uma versão para a TV. “Estamos inovando, mesmo em um momento tão complicado, pois queremos que os produtores rurais de todo o País continuem contando com uma fonte segura de acesso às novas tecnologias. Esse tem sido o papel da Megaleite desde sua criação, há 17 anos”, garante o presidente da Girolando. 

Onde assistir a Megaleite:
Pela televisão: Sintonize Net 183 - Claro 183 - Sky 163 - Oi 178
Pela internet: www.terraviva.com.br ou pelo site da Megaleite na Tv www.megaleite.girolando.com.br.
Pelo aplicativo do Terraviva: Pode ser baixado nas lojas Google Play e App Store

                   

Linha de bebidas fermentadas com kefir da Piá cresce 14% no quadrimestre 
 A linha de iogurtes probióticos com kefir da Piá cresceu 14% nos primeiros quatro meses de 2020, na comparação com o quarto quadrimestre de 2019. O surpreendente desempenho, segundo o gerente de marketing da Piá, é a crescente procura por produtos que aumentem a imunidade das pessoas. Comercializada nos sabores Natural e no exótico Baunilha Cítrica, a bebida probiótica foi desenvolvida com microflora dos grãos de kefir, adoçados com demerara, um açúcar a base de cana, minimamente processado.  “Os grãos de kefir são colônias de levedura que fermentam o leite, gerando uma bebida com muitos benefícios para a saúde, como, por exemplo, o fortalecimento do sistema imunológico”, explica o gerente de marketing da Piá, Tiago Haugg. Haugg destaca que muitas pessoas antes do lançamento, em agosto de 2019 já preparavam receitas com kefir em casa, tanto por apreciarem o sabor, quanto pelas vantagens que oferece. “São produtos com saudabilidade e qualidade sensorial fantástica”, complementa o executivo. (Cooperativa Piá)
 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *