Pular para o conteúdo

12/06/2019

Porto Alegre, 12 de junho de 2019                                              Ano 13 - N° 3.000

   Santa Clara inaugura nova indústria em Casca dia 12 de julho

A Cooperativa Santa Clara prepara a inauguração de sua nova indústria de laticínios no município de Casca (RS). O evento está marcado para dia 12 de julho, nas novas instalações localizadas na Estrada RS-129 s/nº, Km 165, a partir das 13h30min. O evento reunirá autoridades, associados e funcionários da Cooperativa.

A construção de 22 mil metros quadrados já está concluída e já está na fase final de testes dos equipamentos para envase do leite UHT. A capacidade instalada é para industrialização de 600 mil litros por dia, iniciando em julho com processamento previsto de 300 mil litros/dia. A nova unidade produzirá todas as versões de leites UHT: integral, desnatado, semidesnatado e zero lactose, ampliando futuramente para outros produtos derivados.

As novas instalações representam um investimento de R$ 130 milhões e irão gerar 150 empregos diretos até 2021. Mais de 50 funcionários já estão trabalhando na nova indústria.

A Santa Clara
Atualmente, a Santa Clara conta com duas plantas de processamento de leite no Estado, uma localizada em Carlos Barbosa, que compreende indústria de leite UHT, leites pasteurizados e derivados, e outra em Getúlio Vargas, apenas para derivados. Em 2018 foram recebidos pela Cooperativa 285 milhões de litros de leite de seus 3.300 produtores em atividade em 136 municípios gaúchos.

Além de laticínios, a Cooperativa atua nos ramos de frigorífico suíno, fábrica de rações, cozinha industrial e varejo, com 11 supermercados, 15 mercados agropecuários e uma farmácia. São 5.500 famílias associadas, 2.150 funcionários entre todos os negócios e um mix de 350 produtos entre leite e derivados, embutidos e cortes suínos, doces e sucos de frutas. (Assessoria de Imprensa Santa Clara)
 
                  

RS: 21º Seminário Internacional de Queijos e Leite e 5º Concurso Estadual de Queijos

O 21º Seminário Internacional de Queijos e Leite e o 5º Concurso Estadual de Queijos serão realizados em Carlos Barbosa – RS nos dias 4 e 5 de julho de 2019, respectivamente. O Seminário está estruturado para abordar temas relacionados à matéria-prima leite e seus derivados (queijos), abordar assuntos sobre inspeção e inovações tecnológicas dentro da área de Leite e Derivados, atendendo demandas diretamente relacionadas à Indústria de Laticínios.

Os assuntos abordados buscarão contemplar as áreas de ciência e tecnologia de leite e derivados e tópicos sobre inovações e incrementos na área de leite e derivados. Busca-se reunir profissionais de diferentes áreas, pesquisadores, professores, técnicos, alunos de graduação e pós-graduação relacionados à cadeia o leite; congregar Instituições de Ensino (Universidade) e Empresas para a viabilização de Eventos na área de alimentos.

Propõe-se um evento de curta duração no qual se buscará contemplar profissionais de diferentes áreas como Médicos Veterinários, Engenheiros Agrônomos, Zootecnistas, Engenheiro de Alimentos, Engenheiro Químicos, Nutricionistas, Farmacêuticos, Biomédicos, Tecnólogos em Alimentos, Tecnólogos em Laticínios, Tecnólogos de Agroindústria e áreas afins, que se interessem pelas temáticas sugeridas e estruturadas para a Programação deste Evento. Email de contato: agl.poa.rs@gmail.com. (AGL)

Mercado LTO 

A oferta de leite na União Europeia (UE) mostrou crescimento de mais de 1% em março. Pela primeira vez, em seis meses, houve crescimento novamente. Irlanda, Polônia e Reino Unido surgiu com forte crescimento em volume Houve também um ligeiro crescimento no mês, na Alemanha. Junto com a Holanda, a França também produziu menos leite do que a França.

A produção em outros importantes países exportadores caiu em março. O volume declinou ligeiramente na Oceania (tanto na Austrália, como na Nova Zelândia) e América do Sul (Argentina e Uruguai). No EUA também houve contração no mês, pela primeira em mais de dois anos. Dada a estagnação no primeiro trimestre de 2019, as taxas de crescimento agregado dos maiores exportadores permaneceram negativas no período: -0,4% (-320 mil de toneladas).

 


Depois da (temporária) estabilização dos níveis de preços em abril, o mercado da manteiga voltou a cair na metade de maio. Existe interesse limitado de compras e oferta suficiente. Apesar dos preços da manteiga da Europa estarem abaixo do mercado mundial, não existe demanda. A cotação do leite em pó desnatado ficou estável em março e abril. O mercado ficou bastante calmo nesses meses. Graças à melhoria da demanda, houve espaço para alta de preços a partir do final de abril. O mercado para o leite em pó integral, no entanto, permanece estável. (LTO Nederland – Tradução livre: Terra Viva)
 
 
Reunião sobre as IN's 76 e 77 em Santo Cristo
Ocorre amanhã, dia 13/06, a reunião para discutir as IN's 76 e 77 em Santo Cristo. O evento será realizado no Centro Cultural José Paulino Stein. As inscrições são gratuitas. CLIQUE AQUI para obter maiores informações e realizar sua inscrição. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *