Pular para o conteúdo

25/02/2019

Porto Alegre, 25 de fevereiro de 2019                                              Ano 13 - N° 2.927

      Conseleite/SC

A diretoria do Conseleite Santa Catarina reunida no dia 21 de Fevereiro de 2019 na cidade de Joaçaba, atendendo os dispositivos disciplinados no artigo 15 do seu Estatuto, inciso I, aprova e divulga os preços de referência da matéria-prima leite, realizado no mês de Janeiro de 2019 e a projeção dos preços de referência para o mês de Fevereiro de 2019. Os valores divulgados compreendem os preços de referência para o leite padrão, bem como o maior e menor valor de referência, de acordo com os parâmetros de ágio e deságio em relação ao Leite Padrão, calculados segundo metodologia definida pelo Conseleite-Santa Catarina.

 

O leite padrão é aquele que contém entre 3,50 e 3,59% de gordura, entre 3,11 e 3,15% de proteína, entre 450 e 499 mil células somáticas/ml e 251 a 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana e volume individual entregue de até 50 litros/dia. O Conseleite Santa Catarina não precifica leites com qualidades inferiores ao leite abaixo do padrão. (Conseleite/SC)
 
     
 

CAMPO RESPONDE - Como armazenar queijo no verão? Há diferença entre as variedades?

Amado Mendez - (Supervisor técnico da Cooperativa Santa Clara) - No verão, mantenha temperatura que respeite as características de cada queijo, pois há diferenças entre as variedades. Os de tipo mais duro, como parmesão, são mais resistentes à alta temperatura, e têm menos umidade. De maneira geral, acima de 15°C começa a migração de gordura, que passa do interior do alimento para a parte superficial (a casca).

Para manter por um período maior de tempo, os queijos macios, como brie e camembert, devem ser armazenados em temperatura próxima de 4°C. Lanche e mussarela são considerados intermediários, mais parecidos com os macios, e é indicado mantê-los a 11°C. Armazene em plástico vedado e deixe na caixa de legumes da geladeira.

Atenção: não é recomendado congelar nenhum tipo de queijo, pois muda a textura e o sabor.

Dependendo da temperatura ambiente, deixe o queijo descansar entre 30 minutos e uma hora após retirar da geladeira. Todos os queijos devem ser consumidos em temperatura próxima a 20°C. É importante lembrar que, em baixa temperatura, o produto não apresenta todo o potencial de sabor, porque as papilas gustativas ficam um pouco amortecidas. (Zero Hora)

Aftosa: vacinação imunizou 98,50% do rebanho previsto no país
 
A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, realizada em novembro, imunizou 94,87 milhões de bovinos e búfalos no país, dos 96,31 milhões previstos, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Com isso, a cobertura vacinal atingiu 98,50%. A maior parte dos estados vacinou animais com idade de até 24 meses. As exceções foram o Acre, Amapá, Espírito Santo e Paraná, que vacinaram animais de todas as idades, de acordo com dados informados pelo Departamento de Saúde Animal e Insumos Pecuários.
 
Na etapa de novembro de 2018 foi usada pela última vez a vacina de 5 ml. A partir deste ano, nas etapas de vacinação, nova dose de 2 ml bivalente (para dois tipos de vírus) será utilizada. As campanhas iniciarão em 15 de março no Amazonas, concentradas nos meses de maio (1ª etapa) e de novembro (2ª etapa) na maioria das unidades federativas.
 
Os produtores precisam estar atentos para usar a dose correta da vacina - 2 ml - para não haver sobredosagem no animal, que pode provocar caroços, edemas, inchaços e até abscesso, no caso eventual de contaminação.
 
Cuidados na vacinação
• Compre as vacinas somente em lojas registradas;
• Verifique se as vacinas estão na temperatura correta (2° C a 8° C);
• Para transportá-las, use caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre;
• Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Mas lembre-se: só vacine bovinos e búfalos;
• Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para a boa vacinação;
• Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 2 ml;
• O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele; Aplique com calma;
• Não esqueça de preencher a Declaração de Vacinação e entregá-la no Serviço Veterinário Oficial do seu Estado junto com a Nota Fiscal de compra das vacinas.
Confira aqui os resultados da vacinação e  siga o calendário de vacinação de 2019. (As informações são do Mapa)
 
Leiteiros de gabinete 
Aguardada pelos produtores gaúchos desde a semana passada, a medida anunciada pelo governo federal de que voltaria a sobretaxar as importações de leite da União Europeia ainda não foi publicada. O Ministério da Economia estaria estudando outras formas de controlar a entrada que não seja por meio de taxação extra. 
Medidas como essa, caso do leite, quase sempre partem de ministérios de governos que estão começando, que costumam tropeçar nas próprias pernas até amaciar o motor. Ora, onde já se viu prejudicar um setor crítico do setor primário. Seria burrice. E crueldade. (Jornal do Comércio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *